O caos de nossa economia e o silêncio da esquerda

0
206

O Brasil está sendo entregue aos americanos! O governo está acabando com as nossas industrias e os metalúrgicos, e privilegiando os grandes fazendeiros. Até quando isso vai durar?

Não, amigos, o Econoleigo não virou um blog político e muito menos de esquerda. As frases acima servem somente como ilustração, uma breve previsão do que estariam gritando os políticos petistas caso fosse outro partido a ocupar o governo nos dias de hoje. Vamos por partes, pois eu explicarei.

O Brasil está sendo entregue aos americanos:

A desvalorização da moeda brasileira, que além de desvalorizar o real e avassalar nossa economia, fez com que investidores estrangeiros começassem a comprar empresas brasileiras, e também a investir no negócio de fusão. Isso por um lado é muito bom, pois traz dólares para território nacional, o que acaba fazendo com que o câmbio fique mais flexibilizado, e o preço do dólar pago pelo cidadão comum caia. Por outro lado, isso demonstra a fragilidade em que se encontram nossos empresários, que com limite do crédito estourado e um grande índice de endividamento, precisam recorrer à venda ou a cessão de “shares” de suas empresas para continuar sobrevivendo. Lembram de quando a Ambev comprou meio mundo nos Estados Unidos, e brasileiros compraram o Burger King? Então, isso acontecia quando nossa economia era forte. Hoje, o jogo inverteu.

O governo está acabando com nossas industrias:

A frase acima é basicamente retórica, mas é sustentava nos dados da produção industrial brasileira referentes não só ao mês de outubro, mas em quase todo segundo semestre. Com a crise que afeta nossa economia, as industrias e fábricas estão tirando o pé do acelerador e produzindo menos. Esse é o segundo passo, o que precede as férias coletivas, que já foram dadas em larga escala no primeiro semestre. O terceiro é a demissão voluntária e o fechamento de filiais, ou mesmo de matrizes. Isso faz com que todo o setor de transformação (o que agrega valor a mercadorias, como uma empresa que transforma ferro em panelas) comece a encolher ao redor do país. O fechamento da produção nacional vai fazer com que essa demanda de consumo seja preenchida por importados, principalmente chineses, que possuem baixa qualidade e baixo preço.

O governo está privilegiando os grandes fazendeiros:

A alta do dólar fez com que a importação de produtos do agro brasileiro aumentassem consideravelmente, ainda mais aliado ao trabalho que a ministra Kátia Abreu desempenha na abertura de mercados que até então estavam fechados para nós, como Estados Unidos, Russia e China. Com a lucratividade no campo crescendo, já começa a ser observado uma migração de capital com até então donos de fábricas e industrias comprando propriedades no interior do país. Embora esse aumento na exportação de produtos agropecuários seja bom pois trazem dólares para cá, é preocupante que nossa economia esteja lentamente deixando de ser industrializada para ser produtora.

A crise é preocupante e severa, e incomoda o silêncio de quem até então reclamava de tudo e ainda não abriu o bico sobre o que acontece atualmente. Ou a consciência da esquerda é seletiva, ou eles ainda não se deram conta do que está acontecendo com nosso Brasil. Talvez uma leitura dos tópicos acima refresque a memória deles, pois aos poucos, nossa economia está voltando ao passado, aos idos de 1930, quando o café e o leite sustentavam a balança comercial, e não tínhamos sequer uma siderúrgica em território nacional.

Resumindo: Qualquer pessoa com mais de 30 anos e que viveu os governos Itamar Franco e Fernando Henrique Cardoso lembra como era a oposição feita pelo petismo. Se FHC acabasse com a fome no Brasil, Lula reclamaria que houve um aumento na obesidade, e é assim que você deve se sentir com o silêncio da esquerda com tudo isso que acontece:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here