Inflação na Argentina dispara

0
61
Financial Aid

Sabe aquela criança que tira uma nota ruim na escola e fala pros pais que ela tirou 5, mas o João tirou 3? É exatamente essa postura que o Brasil pode adotar ao encarar a situação econômica da Argentina.

O Índice de Preços ao Consumidor, que é uma medida internacional para determinado a inflação em um país, acusou um avanço de 15% na inflação na Argentina, em uma variação mensal em junho na casa de 1,0% se compararmos com o mês anterior.

Para vocês terem uma ideia, o Banco Central Argentino (que pode ser considerado muitas coisas, menos 100% honesto com seus números) divulgou que a inflação acumulada nos últimos 12 meses era de 23,9%. Para vocês terem uma ideia, a inflação brasileira em 2014 foi de 6,41% e o acumulado em junho deste ano foi de 8,47%.

Voltando ao caso argentino. O governo diz que a inflação em 2014 foi de exorbitantes 23,9%, correto? Pois saibam que consultorias independentes, que na verdade são as únicas que de fato acertam e importam, estimam uma inflação real de 38,14%. Lembre-se muito bem deste número quando ouvir algum político elogiar o que acontece lá na Argentina, que chegou ao absurdo de limitar quantos dólares você pode gastar fora de lá.

Resumindo: se a economia brasileira está em estado de alerta, a dos argentinos já está até trocando os lençóis na UTI, e é assim que você deve se sentir ao ler essa notícia:

mm

O Econoleigo é um site sem “economês”, para aqueles que não conhecem essa língua. É por mim, Rodrigo Teixeira, alguém até então pouco interessado em números, mas agora fascinado em transformar economia em algo que até eu mesmo consiga compreender.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here