Indice de Confiança do Consumidor continua caindo

1
222

Como era de se esperar, o índice de confiança do consumidor recuou novamente em julho, abaixando 2,3% em julho se comparado a junho, que já teve uma redução de 1,4% em junho. Para terem uma ideia, o novo índice de 82 pontos de confiança é um recorde negativo, e em agosto de 2008, no ápice da crise mundial internacional este número chegou a 95 pontos.

O ICC é importante pois baliza toda a cadeia produtiva e comercial brasileira. Se o consumidor não esta se sentindo confiante, ele deixa de fazer compras de alto valor, comprar itens considerados supérfluos e a recorrer a empréstimos e financiamentos, principalmente os de grande prazo, o que vai afetar necessariamente a construção civil, industria, metalúrgicas, comércio e o setor automotivo. Vocês lembram quando o governo acabou com o IPI da linha branca e dos carros zero quilômetro? Isso foi para evitar a queda nas vendas de eletrodomésticos e automóveis, o que mantém boa parte da cadeia produtiva aquecida. Hoje não existe mais essa margem.

A queda da confiança ocorre por uma série de fatores, mas é em boa parte puxada por notícias veiculadas na imprensa, como o aumento da inflação, do desemprego, alta do dólar e do esfriamento da economia. É justamente por isso que em épocas como essa, é normal que a Presidência da República e políticos viagem ao redor do país inaugurando obras e lançando obras. É uma tentativa válida de tentar inserir a mídia em uma coisa chamada “pauta positiva”, para tentar levantar o moral do governo e do povo.

Até o momento não esta funcionando e, de dentro do mercado financeiro, a expectativa é que o ICC continue baixando ao longo do ano.

Resumindo: Mesmo com todo contorcionismo do governo, o povo já percebeu que o mato não esta para cachorro, e é assim que você deve se sentir ao ler essa notícia:

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here