Como economizar na compra de material escolar

0
108
Como economizar na compra de material escolar

Se os meses do ano fossem filmes, dezembro seria com certeza um filme do Steven Spielberg, enquanto janeiro, definitivamente, seria uma das inúmeras continuações do brasileiro “Se eu fosse você”: não acaba, só tem surpresa ruim e você sabe que, no fundo, não vê a hora dele acabar para chegar fevereiro com seu carnaval maravilhoso. Em janeiro o pobre bolso do papai e da mamãe enfrenta IPTU, IPVA, licenciamento, o cartão de crédito arrebentado pela esbórnia do natal e ano novo e, infelizmente, a temida compra de material escolar. A porrada é forte, mas dá pra ficar mais fraca. Quer aprender a economizar dinheiro na compra de livros, canetas, lapis e outros tantos itens no enxoval da educação da sua prole?

Dica para economizar compra de material escolar

Pesquise na internet ou pelo WhatsApp

Os tempos de queimar sola de sapato em loja de bairro acabaram. A internet está ai para isso. Extra, Ponto Frio, Submarino, Americanas e outras tantas vendem quase todos os itens que as escolas pedem. Livros, cadernos, folha de papel pautado (alguém ainda usa isso ou entreguei minha idade?) e mochilas, tudo isso pode ser comprado pela internet. Mas é importante pesquisar. Veja só o gráfico comparando a variação do preço nas lojas online mais famosas do país:

Preço material escolar nas lojas: Papelarias Kalunga, Saraiva, Casa Cruz, Americanas.com, walmart.com.br, Jou Jou. Fonte: O Globo

 

Uma pesquisa do Globo em papelarias do Rio de Janeiro revelou, vejam só, uma variação de preços que chega a impressionantes 263%. A mesma caneta vendida por R$ 1,90 no Botafogo era vendida a R$ 6,90 no Leblon. Tudo bem que, na boa, quem quer economizar comprando no Leblon? Antigamente minha mãe pegava a listinha embaixo do braço e rodava as lojas do bairro, primeiro cotando item a item, e depois comprando os mais baratos de cada na volta. Hoje isso pode ser evitado. Não quer comprar pela internet? Não tem problema. Ligue na papelaria e se informe: boa parte das papelarias agora oferece um número de WhatsApp para fazer consulta de preço e reserva de itens.

A grana está curta para compra de material escolar e o estoque em casa grande? Vamos para o próximo passo.

Troque ou venda o material antigo

A Globo fez uma matéria muito interessante (assista ao vídeo aqui) sobre a troca de material antigo entre as mães. Através de alguns grupos de Facebook (aqui, aqui, aqui, aqui ou a lista com grupos de Facebook de troca de material escolar), é possível encontrar um pai que está vendendo exatamente aquele livro que você precisa e que custa uma fortuna na loja. A lógica inversa também funciona, e é possível levantar uma graninha se desfazendo do que já não tem mais uso. Que o diga a bailaria Fabiana Valor:

Início do ano é sempre complicado, principalmente para mim, que tenho uma academia. É um mês que não tem entrada, porque as crianças estão de férias. A economia que eu fiz esse ano FOI de praticamente R$ 2 mil. Com isso que eu vou pagar IPTU, IPVA… começo do ano tem muita conta para pagar.

Leia mais sobre esse assunto em http://oglobo.globo.com/economia/pais-se-unem-em-redes-de-troca-de-material-escolar-20833367#ixzz4Wyif3cLX

Resumindo: Tem como economizar sim nessas despesas de começo de ano, principalmente na compra de material escolar, e é assim que você deve se saber que tem gastado grana a toa:

mm

O Econoleigo é um site sem “economês”, para aqueles que não conhecem essa língua. É por mim, Rodrigo Teixeira, alguém até então pouco interessado em números, mas agora fascinado em transformar economia em algo que até eu mesmo consiga compreender.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here